Dragonborn, Dragondead: Skyrim Review

E ai galera? Desculpe a semana sem textos, vestibular acabou dia 30, acho que dia 6 ou 7 sai a parte dois do saiu o resultado do vestibular e eu me fodi. Esse texto era pra ter saido a algum tempo já(só hoje, dia 1° estou tentando faze-lo por 7 horas). Vamos lá

Amigo, quer um hidratante? Sua pele está muito aspera...

The Elder Scrolls V: Skyrim é um Rpg(Reeducação Postural Global Role Playing game, Jogo de intepretação de papeis) da Bethesda(mesma empresa de Fallout 3). A história se passa após a era de Oblivion(que é o nome do quarto jogo). Durante a era “atual” os extintos dragões, aparecem no continente de Skyrim. E para deter essa ameaça precisa-se da figura lendária do dragonborn, que é uma pessoa que é capaz de usar os shouts(Poder vocal dos dragões) e de absorver a alma draconiana. Vou deixar vocês tentarem adivinhar quem é o dragonborn. Dica: lembre do maior Clichê do RPG.

O jogo começa com você indo para uma cidade ser executado(Sem você fazer nada. Nem seu char, aliás). Quando você ia ser executado, aparece um dragão que destrói a vila. Com um pouco de coragem e ajuda você foge dali. E ai começa sua caçada.

A qualidade grafica do jogo é muito boa, assim como a sonora. A história, apesar de ter muitos clichês(O escolhido, guerra civil entre outros que eu esqueci agora) é bastante envolvente. As batalhas são interessantes e relativamente realistas(o mais realista possivel quando alguem é capaz de usar fireball) isso sem falar que dá pra fazer algumas estrategias(eu uso espada one-hand com magia contínua ou de campo na outra mão). Tem também doenças como vampirismo e se tornar lobisomem. Além é claro do fast travel/map com setas apontando, que deveria, na minha opinião, ser obrigatório em qualquer Rpg.

Tapa na cara da vadia...

O jogo tem poucos pontos fracos: É muito facil upar nele(dá pra pegar 100 em muitas skills rapidamente. Você pode upar as outras skills pelos npcs e depois rouba o dinheiro de volta). Existe uma pequeno número de magias de ataque e pouca variação entre elas(compensado pelas magias de suporte e shouts). E o arco-flecha é muito pouco dinâmico  Tecnicamente a unica coisa que dá pra mudar é trocar para melhores arcos e melhores flechas.

Enquanto o mal estiver a solta, você deverá ficar alerta.

O jogo está sendo vendido por 200R$. É caro, mas levando em consideração que é rpg pra 100 horas(e olhe que dá muito mais, tenho 30h jogadas e to em 20% do jogo mais ou menos) eu diria que vale a pena sim. Se fosse dar uma nota de 0 a 10, daria um 9. É uma experiência muito interessante( tente também jogar com a câmera em 1° pessoa). Recomendo baixar o Fraps se for jogar no pc, tem muitos lugares bonitos para se tirar uma foto…

Anúncios

3 comentários sobre “Dragonborn, Dragondead: Skyrim Review

  1. Pingback: Retrospectiva 2011: Games, Consoles e FUS RO DAH « Fat's Memories

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s